• 11a. JORNADA DE REFLEXÕES SOBRE TRADUÇÃO, LINGUAGEM E CULTURA

    Organização:
    Glória Regina Loreto Sampaio
    Leila Cristina de Mello Darin
    Reynaldo José Pagura
    Luciana Carvalho Fonseca
    Alzira Leite Vieira Allegro

    Apoio:
    Grupo de Pesquisa Estudos da Tradução e da Interpretação – ESTI
    Cadastrado no CNPq e Certificado pela PUC-SP

    *
    Sábado, 11 de outubro de 2014
    8h30 às 12h / 13h às 16h45
    Campus Monte Alegre
    Edifício Reitor Bandeira de Melo
    Auditório 239

    *
    Entrada franca.
    Inscrições a partir das 8h30 no local e data do evento.
    Haverá emissão de Certificados.

    PERÍODO MATUTINO  

    9h - Cerimônia de Abertura 

    9h20 => 10h20CONFERÊNCIA“‘Melhorando’ Shakespeare: A Adaptação Indiana de Otelo – Omkara” - Dr. John Milton

    Resumo: Há milhares de adaptações da obra de Shakespeare, e Otelo é talvez a peça mais adaptada. Os temas centrais de racismo e ciúme podem ser adaptadas a muitas situações e países, e esta palestra examina a adaptação indiana de Vishal Bhardwaj de Otelo — Omkara (2006), situada no mundo da máfia política contemporânea de Uttar Pradesh, no qual Omi (Omkara) é o capanga do lider político, Tiwari Bhaisaab. Quem conhece Otelo não terá nenhum problema em reconhecer as personagens, e a trama segue muito próximo à peça de Shakespeare. Mas a área em que Omkara perde mais é a linguagem Shakespeariana. Essa palestra examina esses elementos mostrando trechos importantes do filme.

    Biodata: John Milton é Professor Titular na Universidade de São Paulo (USP), onde ensina Literatura Inglesa e Estudos de Tradução. Entre suas publicações são O Poder da Tradução (1993) (reeditado como Tradução: Teoria e Prática, 1998 e 2010); e Agents of Translation (ed. com Paul Bandia) (2009). Traduziu Morte e Vida Severina, de João Cabral para o inglês (Death and Life of Severino, 2003). Com Alberto Marsicano traduziu para o português Keats (Nas Asas Invisíveis da Poesia, 1998), Wordsworth (O Olho Imóvel pela Força da Harmonia, 2007) e Shelley (Sementes Aladas, 2010).

    INTERVALO

    10h50 => 11h50Palestra Interativa nº 1“Perguntar não ofende. Defende. Respostas às dúvidas mais comuns dos intérpretes iniciantes” - Richard Laver

    Resumo: A Rede Vega da AIIC, que busca orientar alunos e intérpretes iniciantes no ingresso no mundo da interpretação, já organizou mais de 10 palestras no Brasil. Uma coletânea das principais dúvidas levantadas pelos participantes daquelas palestras será respondida. Além disso, leve sua dúvida pois se ela não for respondida você terá tempo para perguntar. Afinal, perguntar não ofende. Defende.

    Biodata: Richard Laver iniciou na carreira de intérprete em 1996 fazendo acompanhamentos e interpretação consecutiva com seu primeiro trabalho em cabine no ano seguinte. Formado em administração de empresas e direito, ingressou na Associação Internacional de Intérpretes de Conferência – AIIC em 2002 e foi eleito para o conselho de administração da associação em 2011. Nos últimos anos, tem sido ativo na organização de palestras VEGA para intérpretes iniciantes e participado de iniciativas de formação de novos intérpretes.

    INTERVALO

    PERÍODO VESPERTINO 

    13h10 => 13h40 Interlúdio MusicalGRUPO ECCO

    VOZES: Estela Paixão, Eloiza Paixão, Cristiano Santos e Rafael Horta / VIOLÃO: Thiago David – violão

    Criado em 2009 o GRUPO ECCO tem como centro a harmonia vocal. O grupo tem se destacado no cenário musical paulista, havendo se apresentado em locais como Auditório Ibirapuera, Café Paon, Memorial da América Latina e diversos bares. O grupo já surge com uma novidade: em seu primeiro CD, por cantar somente canções dedicadas à natureza. O CD As Forças da Natureza trouxe um trabalho vocal apertadíssimo, chamando a atenção de figuras como Alceu Valença, que participa do álbum na toada Espelho Cristalino, de sua autoria. “É um prazer cantar com eles porque são absolutamente afinados e criativos. Todo mundo hoje em dia é afinado pelo computador, mas eles são assim, genuinamente afinados”, festeja o renomado compositor.

    De fato, a afinação do grupo salta aos olhos, ou melhor, aos ouvidos, em suas dez faixas. Esse apuro vocal não vem do nada; é fruto de anos de dedicação de cada um dos quatro integrantes do ECCO. Cristiano Santos (também responsável pela direção musical e arranjos) é especialista em harmonia vocal, um estudioso das mais variadas tendências nacionais e estrangeiras, tendo já participado de outras bandas e corais. Já as duas vocalistas, as irmãs Eloiza e Estela Paixão, são professoras de canto; formaram anteriormente uma banda vocal junto com Cristiano, além de terem atuado como backing vocals de diversos artistas. Finalmente, Rafael Horta, também produtor executivo do CD, estuda canto há dez anos e não poupa esforços para refinar o trabalho do grupo, criado em 2009 na cidade de São Paulo. O nome ECCO “foi escolhido por ter a ver com “ecoar”, pela propriedade do som; queremos ecoar som, mensagem e poesia. Essa é a ideia”, ratifica Rafael Horta.” A MPB tem o prazer de receber um conceito de arranjo vocal que se coloca à disposição de ideias generosas, como elogia o especialista em MPB, Ricardo Cravo Albin. Só nos resta apreciar!

    Grupo Ecco CD As Forças da Natureza 2013 – Independente | Distribuição: Tratore
    10 faixas, participações de Alceu Valença, Fabiana Cozza e Izzy Gordon
    Contato: Nancy Horta (11) 99457-3994 nancypfhorta@gmail.com
    INTERVALO

    14h => 15hPalestra Interativa nº 2“Interpretation: my personal overview” - David Coles

    Resumo: A abordagem adotada será de elencar e sistematizar um grande número de fatores envolvidos (identificados tanto na literatura especializada como na experiência pessoal) para possibilitar uma previsão dos desafios e um diagnóstico de problemas de uma instância de interpretação: desde fatores relacionados ao cliente e ao público, passando por atributos e capacitação d(a) intérprete, até o êxito ou fracasso do ato interpretativo.

    Biodata: David Coles é formado em Literatura Inglesa pela Universidade de Cambridge (B.A. 1979; M.A. 1985). Possui Mestrado na área de Educação (M.Ed in TEFL) pela UWIST, Cardiff (1983). Reside no Brasil desde 1985 (Brasília, Porto Alegre, e São Paulo). Possui o Diploma in Translation do Institute of Linguists da Inglaterra. Também é tradutor e intérprete pela Associação Alumni, onde foi Coordenador do Curso de Tradução e Interpretação de 2000 a 2002. Lecionou na primeira turma de Interpretação da PUC-SP, 1999-2000. Foi aceito em 2003 como Accredited Member da American Translators Association, tanto tradução como versão. Participou de quatro seminários do Curso Training of Trainers da AIIC – Association Internationale des Intérprètes de Conférences, 2003-2006. Atuou na formação de intérpretes no InterSTUDIO, do qual foi diretor técnico, de 2003 a 2010. Participou de 4 compactos de 30 horas (Espanhol><Português), e um de Espanhol >< Inglês no Estudio Lucille Barnes, de Buenos Aires. Ministra um curso compacto de interpretação simultânea de Português><Inglês no mesmo Estúdio.

    INTERVALO

    15h20 => 16h20Palestra Interativa nº 3“Reflexões sobre a atuação dos tradutores e suas relações com os editores” - Jiro Takahashi

    Resumo: A partir de dados do mercado editorial e da experiência tanto pessoal quanto profissional, a palestra apresentará algumas reflexões sobre a área de tradução de livros. Procurará destacar principalmente a formação do tradutor de livros e suas relações profissionais com os editores. Tais relações implicam condições de trabalho que podem afetar positivamente ou negativamente a qualidade da tradução e a realização de muitos projetos de tradução. Na medida do possível, ilustrará as observações com exemplos da experiência profissional.

    Biodata: Jiro Takahashi é mestre em Linguística pela FFLCH – USP. É professor universitário de letras e tradução no Centro Universitário Ibero-Americano e na Faculdade Paulista de Artes. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Linguística e Semiótica Literária, atuando principalmente nos seguintes temas: semiótica, tradução e adaptação e teoria da literatura. Tem mais de 40 anos de experiência em direção editorial nas editoras Ática, Nova Fronteira, Estação Liberdade, grupo editorial Rocco e Global.

    16h30Sessão de Encerramento